TRATAMENTO PARA O RONCO E APNEIA DO SONO

Conheça os tratamentos para o ronco e apneia do sono

 

O ronco pode não ser algo tão simples como apenas barulho da respiração ao dormir. Além de incomodar as pessoas que dormem no mesmo ambiente, o ronco pode muitas vezes, estar associado a uma doença mais grave: a apneia do sono. Por isso, se você ronca ou conhece algum roncador, procure ou indique ajuda de um dentista do sono, pois assim, diversos problemas de saúde poderão ser evitados.

Aparelho intraoral para ronco e apneia do sono

 

O aparelho intraoral é recomendado para pacientes que roncam e não possuem apneias, pacientes que sofrem com apneia de grau leve ou moderado e também para aqueles que possuem apneia grave, mas que não se adaptaram ao uso do CPAP.

Este tipo de tratamento é muito indicado pelos profissionais do sono, pois possui fácil adaptação e alta eficiência, pois já no primeiro uso o paciente demonstra resultados.

Feitos de forma personalizada para cada paciente, o aparelho intraoral é uma placa que encaixa na arcada superior e na inferior da boca e sua função é colocar a mandíbula um pouco mais para a frente, liberando mais espaço na via aérea e consequentemente eliminando o ronco. Este dispositivo deve ser usado apenas na hora de dormir e além de melhorar o ronco, vai proporcionar mais qualidade de vida para quem tem apneia, diminuindo os quadros de dores de cabeça, cansaço e etc.

 

CPAP para apneia obstrutiva do sono

 

Para casos graves de apneia do sono onde apenas o aparelho intraoral não trará resultados o suficiente, existe o CPAP. Do inglês, essa sigla significa Continuous Positive Airway Pressure, ou seja, pressão positiva contínua em vias aéreas. E é literalmente isso que esse equipamento faz!

O CPAP é uma máscara de ar que deve ser usada ao dormir, posicionando-a sobre o nariz e boca. Essa máscara é ligada em um aparelho que injeta um fluxo contínuo de ar pelas vias aéreas, desobstruindo-as e liberando espaço para o ar passar. É comum haver algum incômodo no início do tratamento, porém, muitos pacientes conseguem se adaptar facilmente.

 

Ronco e apneia: tratamento cirúrgico

 

Para a realização de uma cirurgia, é necessária uma avaliação minuciosa de um especialista em medicina do sono, pois este método pode deixar sequelas.

Existe a uvulopalatofaringoplastia, que é indicada nos casos em que o palato mole (parte mais do fundo do céu da boca), é muito grande e acaba obstruindo a passagem do ar.

E também há a cirurgia ortognática, que além de ser indicada em alguns casos ortodônticos ou de outras alterações do crânio ou face, também pode melhorar os casos de ronco e apneia do sono. Esta cirurgia avança a mandíbula um pouco mais para frente, desobstruindo as vias aéreas.

Como o ronco também pode acontecer em crianças, os procedimentos cirúrgicos mais comuns nesta fase é a intervenção nas amígdalas ou adenoide.

Share:

Comments are closed.