RONCO E APNEIA DO SONO

Conheça os riscos do ronco e apneia do sono

 

O ronco é um problema tão comum que quase todas as pessoas do mundo conhecem um roncador, isso porque 1 em cada 8 pessoas, roncam. Há quem acredite que isso é apenas um barulho que a pessoa faz ao dormir, mas na verdade, o ronco pode se tornar um grande problema quando não tratado!

 

O que é o ronco?

 

Os músculos relaxam quando dormimos, inclusive os da boca e pescoço. O ronco é o barulho do ar passando com dificuldade pela garganta, isso acontece porque a língua está mais relaxada, fazendo com que as partes mais moles da garganta vibrem e emita o som do ronco.

 

O que causa ronco?

 

O ronco é um sintoma e não o problema em si. E para entender o que pode causá-lo, devemos descobrir: o que está obstruindo a passagem de ar?

  • Sobrepeso: quando uma pessoa engorda, ela tem mais tecido adiposo (gordura) e este tecido adiposo no pescoço, pode diminuir o espaço que o ar tem para passar;
  • Uso de álcool e calmantes: pois relaxam os músculos;
  • Quaisquer alterações na estrutura do crânio e pescoço;
  • Diminuição da elasticidade e firmeza dos músculos devido à idade;
  • Rinite e sinusite; entre outras.

 

Problemas que o ronco pode trazer

 

Como dito anteriormente, 1 em cada 8 pessoas roncam. Imagine que todas possuam um parceiro ou colega de quarto. Neste caso, seriam 2 em cada 8 pessoas sofrendo com o incômodo desse barulho ao dormir, que pode levar até ao divórcio!

 

O que é apneia do sono?

 

É um distúrbio respiratório com pausas respiratórias repetidas que provocam grande prejuízo a saúde.

 

Quais são os riscos da apneia?

 

Como a apneia bloqueia a passagem de ar, o paciente acaba despertando, sem nem mesmo perceber e no outro dia ele não se lembra de ter acordado durante a noite. Porém, essas pequenas interrupções criam um sono de má qualidade, trazendo os problemas:

  • exaustão, sonolência e irritabilidade no outro dia devido à noite mal dormida;
  • dores de cabeça frequente;
  • diminuição da libido e impotência sexual;
  • dificuldades no aprendizado e na memória;
  • morte súbita;
  • problemas cardiovasculares.

Tratamento para o ronco e apneia

 

Para que esta doença não chegue em um estado grave, o roncador pode contar com diversos tipos de tratamento que vão desde o uso de alguns equipamentos ou dispositivos ortodônticos, até procedimentos cirúrgicos.

Apenas um profissional poderá recomendar o melhor tipo de tratamento, pois mesmo casos simples e parecidos podem precisar de procedimentos completamente diferentes. Por isso, consulte um especialista que possa ajudar você, um amigo ou familiar e livre-se deste problema!

Share:

Comments are closed.